Pedreiro é acusado de sequestrar patrão em Minas Gerais

Suspeito estava com o talão de cheques e cartões bancários e de crédito do patrão

AE |

selo

Um pedreiro está preso em Belo Horizonte (MG) acusado de extorsão mediante sequestro e suspeito de ter "roubado" a identidade de seu patrão, o empreiteiro Sebastião Maximílio dos Santos, de 52 anos. A família de Santos encontrou o pedreiro morando na casa do empreiteiro, que está desaparecido há aproximadamente 45 dias.

O suspeito, que não teve o nome revelado e estava vivendo na casa com sua família, ainda estava com o talão de cheques e cartões bancários e de crédito do patrão. De acordo com a polícia, o acusado também confessou que fez um saque de R$ 15 mil na conta do empreiteiro. Aos vizinhos, o acusado teria dito que comprou a residência.

Além do pedreiro, um delegado aposentado da Polícia Civil mineira também é investigado por suspeita de envolvimento no desaparecimento de Santos. O carro do ex-policial, que também teve o nome mantido em sigilo, foi encontrado na garagem da casa do empreiteiro.

Segundo o chefe do Departamento de Investigações de Homicídios e Proteção à Pessoa (DIHPP) da Polícia Civil mineira, delegado Edson Moreira, a hipótese mais provável para o desaparecimento é uma tentativa de extorsão mediante sequestro seguida do assassinato da vítima. A polícia não descarta a possibilidade de pedir a prisão do delegado aposentado. "Seja quem for, vai ser indiciado e mandado para a Justiça", afirmou Moreira.

    Leia tudo sobre: minas geraispatrãopedreiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG