Padre é preso com cocaína no interior de Minas Gerais

Roberto Lopes de Uzeda disse que colocaram a droga em seu bolso e negou consumir a droga

Denise Motta, iG Minas Gerais |

A Polícia Civil de Uberlândia, a 534 quilômetros de Belo Horizonte, flagrou na madrugada desta terça-feira (26) o padre Roberto Lopes de Uzeda, de 30 anos, com uma porção de cocaína em seu bolso direito. O religioso estava acompanhado de um rapaz de 24 anos, suspeito de envolvimento com tráfico de drogas na região e cujo nome não foi revelado.

Reprodução/Google Maps
Uberlândia está a 534 quilômetros de Belo Horizonte
O padre é pároco da Igreja Sagrada Família, no Bairro Cruzeiro do Sul, e foi encaminhado à Delegacia Regional de Polícia Civil após a abordagem em um bar conhecido por tráfico de drogas, na região central da cidade. Ao ser flagrado com a droga, o religioso teria dito que foi o rapaz quem colocou a droga em seu bolso. O jovem negou.

Conforme informações da Polícia Civil, o padre e o rapaz prestaram depoimento, assinaram um Termo Circustanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberados. O religioso foi enquadrado no artigo 28 da Lei de Tóxicos, de 2006, e pode ser processado.

Pelo artigo, é considerado usuário quem “adquirir, guardar, tiver em depósito, transportar ou trouxer consigo, para consumo pessoal, drogas sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar”. As penas, conforme a mesma lei, vão de advertência sobre os efeitos das drogas, prestação de serviços à comunidade e medida educativa de comparecimento a programa ou curso educativo. Estas duas últimas têm duração de até cinco meses.

O iG entrou em contato com a Diocese de Uberlândia, mas ninguém foi encontrado para comentar o caso. O padre também não foi localizado para se pronunciar sobre o assunto.

    Leia tudo sobre: uberlândiaminas geraiscocaína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG