Morre 16ª vítima de acidente com trio elétrico em Minas Gerais

Serpentina metalizada, que foi jogada em um cabo transmissor de energia, causou a descarga elétrica que causou as mortes

AE |

selo

Morreu neste domingo um jovem, de 19 anos, que estava internado na unidade de tratamento de queimados do Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, após o acidente com um trio elétrico, em Bandeira do Sul, que já havia matado 15 pessoas . O hospital não informou a causa do falecimento.

AE
Familiares e amigos realizam velório das vítimas em ginásio de Bandeira do Sul
O acidente aconteceu durante as comemorações que antecederam o carnaval na cidade, no dia 27 de fevereiro deste ano. Segundo a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), uma serpentina metalizada foi jogada em um cabo transmissor de energia . O ramal entrou em curto, caiu no chão e atingiu o trio elétrico. “As pessoas que estavam em cima do trio elétrico nada sofreram por causa do isolamento dos pneus, mas quem tocou no veículo na hora da descarga elétrica foi atingido. A fiação também caiu no asfalto e energizou o solo, atingindo as pessoas na rua”, conta o capitão Edirlei Viana, do Corpo de Bombeiros de Poços de Caldas, acompanhou a ocorrência.

Viana diz que nunca tinha visto serpentina metalizada. “Não sei se existe uma normatização, mas o Corpo de Bombeiros pode afirmar que não é um produto para ser utilizado porque em contato com a rede elétrica causa curto-circuito. Aparentava ser um produto importado. A serpentina foi apreendida pelas polícias Militar e Civil”.

A dona de casa Ana Maria, 48 anos, perdeu um primo de 20 anos no acidente. Ela diz que a cidade está em luto. “Eu não estava muito perto do trio elétrico, mas vi quando se formou uma bola de fogo e as pessoas saíram correndo. Foi a coisa mais triste. Não tem nada aberto na cidade. Todos estão de luto”, lamenta.

Com o acidente parte da cidade de cerca de 6 mil habitantes ficou sem energia por seis horas. O caso é investigado pela delegacia local. As vítimas foram socorridas aos hospitais de Bandeira do Sul, Botelhos, Campestre e Poços de Caldas.

    Leia tudo sobre: bandeira do sulminas geraisserpentina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG