'MG é um parceiro importante para os EUA', diz Anastasia sobre consulado

Belo Horizonte e Porto Alegre, cidades onde Dilma Rousseff nasceu e construiu vida pública, recebem representação norte-americana

Denise Motta, iG Minas Gerais |

O governador Antonio Anastasia (PSDB) comemorou o anúncio de instalação de um consulado dos Estados Unidos em Belo Horizonte , capital de Minas Gerais. Conforme informações do governo mineiro, tratando-se de importações, os Estados Unidos foram o principal parceiro comercial do Estado, em 2011, com movimentação de US$ 2,17 bilhões.

Leia também:  EUA anunciam projeto para facilitar passagem de brasileiros pela 'imigração'
Aumentos: Número de vistos para os EUA cresce 56% no primeiro trimestre
Diplomacia: Provável item da pauta de Dilma e Obama, isenção de visto fica mais perto

AP
Hillary Clinton durante anúncio sobre novos consulados no Brasil
Sobre exportações, o governo mineiro informou que os Estados Unidos foram o terceiro principal destino dos produtores mineiros, atrás de China e Japão, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). As exportações mineiras somaram US$ 3,05 bilhões, 38% acima dos US$ 2,2 bilhões registrados em 2010.

“Minas Gerais é um parceiro importante para os EUA. Milhares de mineiros vivem no país ou o visitam a cada ano. O consulado é um novo patamar social e econômico para Minas Gerais”, afirmou em nota o governador Anastasia.

O anúncio de dois novos consulados no Brasil, em Belo Horizonte e Porto Alegre, foi feito nesta segunda-feira (09) pela secretária de Estado do governo norte-americano Hillary Clinton .

A presidenta Dilma Rousseff (PT) visita os Estados Unidos e na tarde desta segunda deve tratar de detalhes sobre os novos consulados com o presidente Barack Obama. Datas de aberturas ainda não foram divulgadas.

Minas Gerais, especialmente o Triângulo Mineiro, na região da cidade de Governador Valadares, a 330 quilômetros de Belo Horizonte, é reconhecida pela exportação de mão de obra para trabalho nos Estados Unidos. Na última década, conforme estudiosos, a procura pelos Estados Unidos caiu um pouco, em função do endurecimento nas políticas para entrar nos Estados Unidos. Após o 11 de setembro de 2001, o governo norte-americano decidiu restringir a entrada de emigrantes por temor de ataques terroristas.

Atualmente apenas o Rio de Janeiro, São Paulo e Recife possuem consulados norte-americanos no Brasil, e Brasília possui uma embaixada, com possibilidade de retirada de vistos para viajar a turismo ou a trabalho aos Estados Unidos. Porto Alegre já havia abrigado um consulado norte-americano, mas ele foi fechado em 1996.

Referências para Dilma
O anúncio dos novos consulados no Brasil coincide com os locais onde a presidenta construiu sua vida pessoal e pública. Nascida em Belo Horizonte, Dilma lutou contra a Ditadura Militar em Minas Gerais e chegou a ser presa, assim como o atual ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel.

Foi no Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, que a presidenta reconstruiu sua vida após a ditadura, acompanhado do então marido, Carlos Araújo. No final da década de 1980, Dilma exerceu o cargo de secretária municipal de Fazenda de Porto Alegre, na gestão de Alceu Collares. Na década de 1990, foi secretária estadual de Minas e Energia no Rio Grande do Sul, nos governos Alceu Collares e Olívio Dutra.

    Leia tudo sobre: consuladoanastasiavistosbelo horizontedilma nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG