Homem que matou cabeleireira é julgado em Belo Horizonte

Acusado assassinou a ex-mulher no salão de beleza onde ela trabalhava, no dia 20 de janeiro de 2010. Crime foi crime registrado por uma câmera de segurança

AE |

selo

O borracheiro Fábio Willian Soares, acusado de matar a ex-mulher, a cabeleireira Maria Islaine, será julgado nesta manhã. Ele assassinou a ex-mulher no salão de beleza onde ela trabalhava, no dia 20 de janeiro de 2010, no bairro Santa Mônica, em Belo Horizonte. O crime foi registrado pela câmera de segurança instalada no salão.

Leia mais notícias de Minas Gerais

O julgamento presidido pelo juiz Christian Gomes será realizado no salão do I Tribunal do Júri do Fórum Lafayette, em Belo Horizonte. Na fase de instrução do processo, foram ouvidas oito testemunhas, sendo três de acusação e cinco de defesa. Para o júri desta sexta-feira foram arroladas 10 testemunhas, sendo cinco para cada uma das partes. 

O borracheiro foi pronunciado em 15 de junho de 2010 por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, sem chance de defesa para a vítima e com emprego de meio que resultou em perigo comum). Fábio está preso no Presídio Inspetor José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte.

    Leia tudo sobre: assassinatojulgamentocabeleireira

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG