Homem é morto dentro de escola em Minas Gerais

Edson Henrique Ribeiro, de 21 anos, foi executado na quadra da Escola Estadual Carlos Drummond de Andrade

Denise Motta, iG Minas Gerais |

A polícia de Minas Gerais registrou no último domingo mais um crime ocorrido dentro de uma escola estadual. Edson Henrique Ribeiro, de 21 anos, foi executado na quadra da Escola Estadual Carlos Drummond de Andrade, na periferia de Ribeirão das Neves, cidade na Grande Belo Horizonte. Ele se formou no ensino fundamental em 2006, na escola em que foi morto. Não foram divulgadas suspeitas sobre o motivo do crime.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação, a vítima jogava futebol quando foi assassinada com cinco tiros a queima-roupa. Os dois autores dos disparos estavam em uma moto, fugiram e ainda não foram localizados. A escola estava aberta por causa de um projeto chamado "Escola Viva Comunidade Ativa", que prevê atividades recreativas e esportivas durante o final de semana.

Agora, a Polícia Civil analisa imagens de uma câmera de segurança da escola que podem ter gravado o momento em que o jovem foi executado na quadra da escola. A expectativa é de que as imagens ajudem a polícia a identificar os assassinos.

Violência nas escolas

O assassinato de Edson faz crescer uma triste estatística de crimes em escolas estaduais nos últimos dias. Na sexta-feira passada, um estudante de 16 anos foi assassinado a facadas na porta de uma escola do Estado em Juiz de Fora, a 255 quilômetros de Belo Horizonte. O colega que desferiu os golpes foi encaminhado a um centro especializado no tratamento de menores infratores.

Ainda na semana passada, um estudante disparou dentro da escola estadual Carlos Drummond de Andrade, na periferia de Belo Horizonte. Ninguém se feriu. Apesar de ter o mesmo nome da escola em que foi assassinado o rapaz em Ribeirão das Neves, no domingo, não se trata  do mesmo estabelecimento de ensino.

Já no dia 17 de março, ocorreu outro disparo por arma de fogo na periferia de Belo Horizonte, dentro da escola estadual Maria Amélia Guimarães. A briga teria tido início depois que estudantes de 16 anos jogaram água do bebedouro uns nos outros.

A Secretaria de Estado de Educação informou que uma comissão especial para discutir a violência nas escolas foi formada recentemente e que ações para minimizar as ocorrências serão implementadas.

A Polícia Civil analisa imagens de uma câmera de segurança da escola que podem ter gravado o momento em que o jovem foi executado na quadra da escola. A expectativa é de que as imagens ajudem a polícia a identificar os assassinos.

    Leia tudo sobre: Minas GeraisRibeirão das Nevesassassinatoescola

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG