Governador Valadares decreta estado de calamidade pública

Duas pessoas morreram em um distrito próximo. Rio Doce está cheio e comunidades ribeirinhas ficaram inundadas

iG São Paulo |

A cidade de Governador Valadares, na região do Vale do Rio Doce, uma das mais afetadas pelas chuvas que atingem o Estado de Minas Gerais neste verão, decretou estado de calamidade pública nesta sexta-feira. A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade. Outras 87 cidades no Estado estão em emergência e a Defesa Civil investiga novas mortes .

Chuvas em MG: Sobe para 87 o número de cidades mineiras em emergência
Verba: Anastasia quer R$ 1,5 bilhão de Dilma para obras contra enchentes

AE
Moradores redobraram a atenção às margens do Rio Doce, em Governador Valadares
A prefeitura também anunciou o início de uma campanha de solidariedade em favor das pessoas atingidas pela enchente. A prefeita Elisa Costa já havia decretado situação de emergência na quinta-feira. Governador Valadares será a primeira cidade de Minas Gerais a decretar estado de calamidade pública.

O nível do Rio Doce na cidade atinge, na tarde desta sexta-feira, 4,08 m, marcado na régua do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE). De acordo com o último boletim publicado pela Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), a tendência é que o nível da água do rio continue subindo nas próximas horas, podendo atingir 4,28m. A elevação do nível foi provocada pela ocorrência de uma chuva muito intensa sobre a cidade nesta madrugada.

Na madrugada desta sexta-feira foi registrada a morte de duas pessoas, Nilson Jânio Andrade e Marlene Pinheiro da Silva, vítimas de soterramento no distrito de Baguari. Uma criança foi resgatada com vida. Toda a área ribeirinha ao Rio Doce, que atinge 20 bairros, está inundada e com muitas pessoas ilhadas. São 65 famílias desalojadas, o que corresponde a um total de 286 pessoas. 

AE
Local onde duas pessoas morreram e uma criança ficou ferida em um deslizamento de terra em Baguari

Leia também: Com acessos alagados, museu a céu aberto de Inhotim é fechado

Abastecimento de água

As fortes chuvas das últimas horas comprometeram o abastecimento de água da cidade, principalmente nos bairros Altinópolis, Centro, Jardim do Trevo, Palmeiras, Santa Paula e Turmalina. O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) pede aos moradores de toda a cidade, principalmente desses bairros, que economizem água.  Veja fotos das chuvas no Estado:

Vias interditadas

Todas as ruas em áreas ribeirinhas inundadas estão sendo interditadas para garantir a segurança da população. A avenida Moacir Paleta está interditada nas proximidades da Igreja São Judas Tadeu, nos bairros São Pedro e Universitário. O acesso à Ilha dos Araújos está restrito a moradores do bairro que estejam a pé (veículos não entram), Bombeiros e Defesa Civil para resgate de pessoas ou pertences. O mergulhão da Avenida Minas Gerais também está interditado por causa da água.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG