Família leva corpo à cadeia para que preso se despeça da mãe

Eles haviam pedido que detento fosse liberado, por um dia, para o enterro. Como pedido foi recusado, levaram o corpo à prisão

Denise Motta, iG Minas Gerais |

Reprodução/Google Maps
Governador Valadares fica a 119 quilômetros de Coronel Fabriciano
Condenado a 12 anos por furtos e roubos, Johnny Gleyson Silvério da Silva, de 27 anos, recebeu o corpo da mãe na Penitenciária de Governador Valadares, a 325 quilômetros de Belo Horizonte, para prestar suas últimas homenagens. A família dele avisou sobre a morte e solicitou que o detento fosse liberado para participar do velório e enterro, na cidade de Coronel Fabriciano, que fica a 119 quilômetros da penitenciária.

Leia mais notícias de Minas Gerais

Como o pedido foi feito no dia do enterro, não houve tempo hábil para que a Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) providenciasse o transporte do preso em viatura da polícia civil, com direito a escolta, medida de praxe nestes casos.

A assessoria de imprensa da secretaria de Estado de Defesa Social, responsável pelo sistema penitenciário, informou ao iG que os parentes de Johnny decidiram levar o corpo da mãe dele ao presídio, na manhã de terça-feira (16). O carro com o caixão da mãe do detento estacionou dentro do presídio e permaneceu por 10 minutos, tempo concedido para que o filho se despedisse da mãe. Posteriormente, o corpo seguiu para Coronel Fabriciano, onde foi enterrado às 16h.

Esta foi a primeira vez que o Minas Gerais registrou tal situação, mas, segundo a Defesa Social, há ocorrência de casos semelhantes em outros Estados.

    Leia tudo sobre: governador valadarescoronel fabricianopresocadeia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG