Ex-policial é condenado por matar empresários em Belo Horizonte

Homem teria, junto com outros sete acusados, torturado e assassinado dois empresários em 2010

AE |

selo

Terminou na noite de quarta-feira (7) o julgamento do ex-policial mineiro acusado de torturar e matar dois empresários em abril de 2010, no bairro Sion, em Belo Horizonte. Ele foi condenado a 59 anos prisão em regime fechado, sendo 40 anos por homicídio triplamente qualificado, 12 anos por extorsão, 4 por destruição e ocultação de cadáver e 3 anos por formação de quadrilha. Ele deverá aguardar eventual recurso na prisão.

Ex-jogador de futebol: Ex-jogador acusado de matar ex-mulher é condenado

O ex-policial é o primeiro dos oito acusados a ser julgado. Está marcado para o próximo dia 16 o julgamento de outro envolvido.

De acordo com a denúncia, o grupo inicialmente sequestrou e extorquiu os empresários. Após fazer saques e transferências de valores das contas deles, executou os reféns e levou os corpos no porta-malas do carro de um deles para a região de Nova Lima, onde os corpos foram deixados.

Consta ainda na denúncia que os empresários estavam envolvidos em estelionatos e atividades de contrabando de mercadorias importadas, mantendo em seus nomes várias contas bancárias, de onde eram movimentadas grandes quantias em dinheiro.

Leia outros casos de condenados por assassinato:

- Tenente da PM é condenado a 32 anos por duas mortes em São Paulo

- Acusado de matar psicóloga no Paraná é condenado a 18 anos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG