Evento evangélico reúne pelo menos 20 mil na capital mineira

Marcha para Jesus contou com orações para o governador do Estado e para o prefeito de Belo Horizonte

Denise Motta, iG Minas Gerais |

AE
Vista do público presente na Marcha para Jesus realizada neste sábado, na Praça da Estação, em Belo Horizonte
Milhares de fiéis cristãos marcharam na manhã deste sábado (08) até a Praça da Estação, coração de Belo Horizonte, em um movimento mundialmente conhecido para “louvar Deus”. A Marcha para Jesus na capital mineira teve início por volta de 8h e se estende até a noite. Em sua maioria jovens, os fiéis seguiram da camara municipal para a praça em um trajeto de três quilômetros. A Praça da Estação abriga um palco para apresentações de bandas evangélicas e para orações. Mais de 20 mil pessoas fizeram orações para o governador Antonio Anastasia (PSDB), seu vice, Alberto Pinto Coelho (PP), o secretário estadual de governo, Danilo de Castro, e o prefeito Marcio Lacerda (PSB).

Um dos coordenadores, o pastor Peterson França, da Igreja Batista Getsêmani, explica que a Marcha para Jesus acontece em mais de 170 países. Mesmo com a organização evangélica, a intenção é reunir todos os tipos de cristãos, ressalta ele. Além da Getsêmani, organizaram o evento a Igreja Batista da Lagoinha, a Igreja Apostólica Renascer, Sara Nossa Terra e Quadrangular.

Apesar das orações para representantes do poder executivo em Minas, o pastor Peterson nega qualquer conotação política do movimento. “Oramos pelo governador, pelo seu vice e o secretário de governo (Danilo de Castro), pela prefeitura e pelo Marcio Lacerda (prefeito de Belo Horizonte)”, contou, completando: “Não temos posicionamento político por enquanto”. O pastor ainda lembrou que Lacerda procurou a Igreja Getsêmani, em 2008, para apoio durante as eleições. “Não apoiamos o prefeito em 2008. Oramos por ele, mas oramos também pelos adversários dele”.

nullNo começo da tarde, o mestre de cerimônia agradeceu o apoio do governador ao evento. “Ele deve estar chegando a qualquer momento”, anunciou. Anastasia, entretanto, embarcou para a Índia em missão oficial neste sábado.

O governador é católico praticante, devoto de Santo Antonio. Assim como seu antecessor Aécio Neves (PSDB), hoje senador, ele tem costume de, durante campanhas eleitorais, pedir proteção no santuário da Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais. O santuário fica na Serra da Piedade, na Grande Belo Horizonte, e abriga uma capela construída no século 18.

A Marcha para Jesus conta com apoio da prefeitura. A Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur) teve como representante no evento o diretor de desenvolvimento de novos negócios, Gelton Pinto Coelho. Questionado se é parente do vice-governador, Alberto Pinto Coelho, ele respondeu: “Meu pai (também chamado Gelton Pinto Coelho) é primo dele”. E completou. “Estou aqui como representante da prefeitura. O evento não tem caráter político. Temos este cuidado. Até por isso não permitimos que políticos façam discursos”.

O representante da Belotur disse também que a marcha reuniu mais de 100 mil pessoas durante o seu trajeto de três quilômetros e que o público, ao chegar na praça, se dispersou. “É preciso incentivar grandes eventos em Belo Horizonte”, disse, referindo-se ao incremento do setor hoteleiro na capital em função da Copa do Mundo de 2014.

    Leia tudo sobre: marcha para jesusbelo horizonte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG