Estudantes protestam contra aumento na mensalidade na PUC-Minas

Cursos sofreram reajuste de 7,8%. Universitários dizem que índice está acima do previsto em contrato

Denise Motta, iG Minas |

Um grupo de aproximadamente 300 alunos fez hoje na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas) em Belo Horizonte uma manifestação contra o aumento de 7,8% nas mensalidades de diversos cursos da instituição.

Denise Motta
Estudantes dizem que está ocorrendo uma "chuva de aumento"
A comunidade acadêmica da PUC-Minas reúne mais de 56 mil estudantes em 56 cursos de graduação, 17 de mestrado e seis de doutorado, além de 287 cursos de especialização. Os estudantes se manifestaram contra o aumento munidos com apito, nariz de palhaço e guarda-chuva, porque, segundo eles, está havendo uma “chuva de aumento”.

“O reajuste previsto está acima do que é previsto em contrato, que é baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). A reitoria alegou que o aumento se deve a gastos administrativos e obras de infraestrutura e, como não percebemos benfeitorias, pedimos que a universidade apresente a planilha de custos. O INPC foi de cerca de 5% e o aumento está bem acima”, explicou Luana Carvalho, 22 anos, estudante de Comunicação da PUC Minas.

Representante da reitoria, o professor Renato Martins, assessor de assuntos estudantis, disse que a PUC se comprometeu a realizar uma reunião com uma comissão de alunos para discutir o aumento nas mensalidades. Ele considerou a manifestação pacífica e legítima, mas argumentou que os 7,8% de aumento estão abaixo da média geral de outras instituições de ensino.

    Leia tudo sobre: PUCPUC-MInasmensalidadeprotestoestudantes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG