Manifestantes do movimento "Fora Lacerda" apontam como abusos fretamento de aviões e nomeação de filho para comitê da Copa

Insatisfeitos com a administração do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), pelo menos 400 manifestantes se reuniram na tarde deste sábado para protestar contra o político. Triste saldo do ato contra o prefeito foi a pichação da prefeitura.

Manifestantes do Movimento Fora Lacerda promovem marcha pelo afastamento do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), no centro da capital mineira
AE
Manifestantes do Movimento Fora Lacerda promovem marcha pelo afastamento do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), no centro da capital mineira
A Polícia Militar recebeu denúncia de que cerca de 50 pessoas, por volta de 16h, atacaram com spray e tinta a sede do Poder Executivo municipal, mas ninguém foi preso. Após o vandalismo, a prefeitura foi isolada e um guarda municipal permanece em vigília no começo desta noite. Pichação é considerada crime no Brasil, com pena de três anos de prisão e multa.

A concentração do chamado movimento “Fora Lacerda” ocorreu na Praça da Liberdade, por volta de meio dia. Lá, eles venderam camisetas por R$ 15 e adesivos por R$ 2. Motoristas que passavam pela praça foram abordados, assim como pedestres. Uma grande faixa do movimento foi estendida perto do coreto, junto a um caixão, que foi a forma escolhida pelo sindicato dos guardas municipais de protestar contra o prefeito.

Os manifestantes também utilizaram uma réplica de avião de aproximadamente 30 centímetros com notas falsas de dinheiro coladas a ele. O avião é uma alusão a viagens fretadas do prefeito que custaram aos cofres públicos mais de R$ 800 mil e renderam ao prefeito uma ação do Ministério Público Estadual.

Os organizadores também citaram como abuso de Lacerda a nomeação de seu filho, Thiago Lacerda, para chefiar o comitê organizador da Copa do Mundo de 2014. A nomeação do filho, ainda que não haja remuneração para a função, também rendeu uma ação do Ministério Público Estadual.

Muitos dos manifestantes vestiam camisetas alaranjadas com os dizeres “Fora Lacerda”. Eles saíram da Praça da Liberdade com um carro de som e seguiram para a prefeitura onde, com um caminhão pipa, “promoveram uma limpeza da cidade”. Mas foi nesse momento que alguns promoveram a sujeira da prefeitura, com pichações. Depois, os manifestantes seguiram para a Praça da Estação, que fica, assim como a prefeitura, no centro da cidade.

“Escolhemos a cor laranja porque entendemos que o prefeito é um laranja da aliança do PT com o PSDB. Fizemos 200 camisas e vendemos em 3 dias. Agora fizemos mais 500 camisas e 1 mil adesivos. Estamos devendo R$ 5 mil e precisamos arrecadar dinheiro. Nosso gesto é político, não queremos que ele seja reeleito. A gestão dele é autoritária, ele é avesso a manifestações populares”, explicou, logo no começo do ato, Carolina Abreu, de 23 anos, uma das manifestantes.

O movimento “Fora Lacerda” começou na internet, especialmente em redes sociais. Pelo Facebook, os insatisfeitos com a gestão do prefeito começaram a se organizar. Eles fazem reuniões em praças públicas e planejam marchas contra o prefeito. A manifestação deste sábado foi a primeira. Uma nova marcha está prevista para o próximo mês.

Assista ao vídeo com os manifestantes em frente da prefeitura:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.