Contra ala do PT, Pimentel defende apoio a atual prefeito de BH

Ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel afirma que Lacerda merece apoio do PT em 2012

Denise Motta, iG Minas Gerais |

AE
Fernando Pimentel, ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior
Ministro do Desenvolvimento, Industria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel (PT) defendeu nesta quarta a gestão do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB). Pimentel, antecessor de Lacerda na prefeitura, indicou ser a favor da reeleição do atual prefeito, mas não comentou a respeito da participação do PSDB. Lacerda foi eleito em 2008 com apoio formal do PT e informal do PSDB.

“O prefeito Marcio Lacerda é bem avaliado pela população, está demonstrando muita competência na sua gestão e foi apoiado por nós na eleição. O meu partido, PT, está no governo do Marcio com nosso vice-prefeito Roberto Carvalho e eu não vejo por que estar, neste momento, discutindo qualquer mudança nesta estratégia, nesta rota. Está dando certo, vamos continuar nela”, avaliou o petista, que disputou sem sucesso o Senado por Minas Gerais em 2010.

Pimentel destacou que esta avaliação a respeito da prefeitura de Belo Horizonte é pessoal e o partido tomará sua posição em 2012. A sinalização a favor da manutenção da aliança entre PT e PSB diverge de uma ala do PT mineiro, defensora da candidatura própria.

Líder de bloco de oposição na Assembleia, o deputado estadual Rogério Correia (PT), por exemplo, faz campanha pela internet a favor da candidatura do PT na eleição municipal do ano que vem, em Belo Horizonte. “Vamos defender candidatura própria para o PT em 2012. Não devemos ser apenas pragmáticos e ficar mendigando cargos por aí”, postou o deputado em seu Twitter.

Nos bastidores, entre os nomes ventilados para disputar pelo PT a sucessão de Lacerda estão o do vice-prefeito, Roberto Carvalho, e o do deputado federal Miguel Corrêa.

O ministro visitou Belo Horizonte para participar de reunião para tratar de investimentos da Petrobras em Minas. Participaram o presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, e o governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), além de empresários.

"As pessoas têm direito de organizar partidos"

O ministro Fernando Pimentel também comentou a formação do Partido Social Democrático (PSD) pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Ele afirmou ainda não estar acertado que a nova legenda irá integrar a base do governo Dilma Rousseff (PT).

“Nós vivemos em um regime democrático. As pessoas têm direito de organizar partidos. O prefeito Kassab tem todo direito de organizar um partido. Se vem para a base (do governo) ou não, é outra conversa. Vejo sempre como muito bem vinda movimentos que levam a exercer a nossa liberdade política”, disse ele.

    Leia tudo sobre: Fernando PimentelPTMinas GeraisMárcio Lacerda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG