Após morte em favela, deputados de Minas querem fim de batalhão

Grupo de policiais envolvido em morte de duas pessoas viola constantemente direitos humanos, dizem parlamentares

Denise Motta, iG Minas Gerais |

nullDeputados estaduais de Minas apresentarão nesta quinta (24), em reunião da Comissão de Diteitos Humanos, um pedido formal de extinção do Batalhão de Rondas Taticas Metropolitanas (Rotam). O batalhão é alvo de denúncias de abuso de poder e tem integrantes envolvidos em dois assassinatos na madrugada do último sábado na Vila Marçola, no Aglomerado da Serra, região centro-sul de Belo Horizonte.

Grande parte das denúncias de abusos policiais recebidas pela Comissão de Direitos Humanos se refere à atuação do Batalhão Rotam, informa o presidente da comissão, deputado Durval Ângelo (PT) "Não podemos permitir estes resquícios da ditadura e , para isso, apresentaremos um pedido formal de extinção do batalhão Rotam, na primeira reunião da comissão, amanhã (quinta-feira)", adianta o petista.

Ontem, deputados estaduais estiveram no local onde Jeferson Silva, 17 anos, e seu tio, Renilson Veriano, 31, foram mortos a tiros na Vila Marçola, sábado passado. Eles encontraram vestígios de bala no asfalto, o que indicaria execução das vítimas. Jeferson e seu tio não têm qualquer envolvimento com crimes.

Na versão de moradores, Renilson foi morto pelos policiais por engano. Jeferson teria visto o tio ser assassinado e acabou executado. Já na versão da polícia, os militares foram recebidos a tiros quando faziam policiamento de rotina no local.

Revoltados com o crime, moradores queimaram dois ônibus no sábado e entraram em confronto com a polícia no domingo, quando outro ônibus foi queimado.

O Ministério Público de Minas Gerai entrou no caso e promotores não descartam pedir a prisão de três soldados e um sargento envolvidos nas mortes. O governador Antonio Anastasia (PSDB) pediu à polícia agilidade na apuração dos crimes.

    Leia tudo sobre: Minas GeraisBelo Horizontefavelaassassinatopolícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG