Marília Cristiane Gomes, de 19 anos, teria empurrado o garoto porque ele estava mexendo no celular sem permissão

Corpo do menino foi encontrado dentro do sofá da casa do tio
Reprodução/Facebook
Corpo do menino foi encontrado dentro do sofá da casa do tio

A mãe do menino Keven Gomes Sobral, 2 anos, que foi encontrado morto dentro de um sofá na casa do tio no último domingo (26), confessou ter matado o filho. O crime aconteceu na cidade de Ibirité, região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Departamento de Proteção e Homicídio à Pessoa (DHPP). 

Marília Cristiane Gomes, 19 anos, teria empurrado o garoto porque ele estava mexendo no celular sem permissão. O menino teria batido a cabeça e sofrido traumatismo craniano. Ela então teria escondido o corpo dentro do móvel. Um laudo do Instituto Médico Legal (IML) indicará a causa da morte e se ele foi agredido antes de morrer. 

Interior de SP: Menina de 3 anos morre após ser espancada por mãe e padrasto

Veja outros crimes em família que chocaram o País:

Segundo a polícia, Marília teria chamado a polícia após o suposto desaparecimento do filho na última quinta-feira. As buscas começaram já na sexta-feira e a casa do tio, que estava viajando, chegou a ser inspecionada. Mas nada foi encontrado. 

No domingo, os bombeiros voltaram à casa do tio e o mal cheiro atrás do móvel chamou a atenção. Ao levantarem o sofá, o corpo do garoto foi encontrado em uma poça de sangue. 

A mulher foi presa em flagrante nesta segunda-feira (28) por ocultação de cadáver. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.