Dilma sobrevoa áreas mais atingidas pela chuva em Minas Gerais

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Até o momento, a Defesa Civil reconheceu situação de emergência em 34 municípios; 18 pessoas morreram

Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff embarcou nesta sexta-feira (27) às 8h30 (horário de Brasília), da Base Aérea de Salvador, para Governador Valadares, um dos municípios mais atingidos pela forte chuva que afeta Minas Gerais desde a semana passada. 

Conheça a home do Último Segundo

MG já tem quase 10 mil pessoas fora de casa

Futura Press
Árvore cai sobre uma residência no bairro Nova Gameleira, em Belo Horizonte, MG

Ao chegar a Governador Valadares, a presidenta fará um sobrevoo pelas áreas mais atingidas e, depois, participará de reunião de coordenação, no aeroporto, a fim de tratar de medidas emergenciais para o estado. Dilma viajou nesta quinta-feira (26) para a Bahia, onde passou o fim de ano com a família na Base Naval de Aratu, próximo a Salvador. Ela interrompeu o recesso para visitar Minas Gerais, assim como fez com as áreas atingidas pela chuva no Espírito Santo, no início da semana.

Até o momento, a Defesa Civil reconheceu situação de emergência em 34 municípios mineiros, mas outros 47 também foram afetados. Já foram registradas 18 mortes em decorrência das chuvas que, em áreas sem estrutura adequada de contenção, geram alagamentos, inundações e deslizamentos de terra.

A última morte ocorreu na madrugada dessa quinta-feira em Juiz de Fora, onde foi encontrado o corpo de uma mulher. Ela estava dentro de uma casa que desabou. Quase 10 mil pessoas tiveram de deixar suas casas. De acordo com a Defesa Civil, 6.959 pessoas estão desalojadas e 2.460 desabrigadas. Mais de 7 mil casas foram danificadas e 116, destruídas. Além disso, pelo menos 229 obras de infraestrutura foram danificadas e 112, destruídas.

Leia tudo sobre: minas geraisgovernador valadaresdilmachuvastemporaismortes

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas