Belo Horizonte anuncia redução de 15 centavos em passagens

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Tarifa dos coletivos paga por 80% dos passageiros passará de 2,80 para 2,65 reais, valor que vigorava antes de dezembro do ano passado

Agência Estado

A prefeitura de Belo Horizonte cedeu nesta sexta-feira à pressão de manifestantes e anunciou redução de 15 centavos do preço das passagens dos ônibus da capital de Minas Gerais. Com isso, a tarifa dos coletivos paga por 80% dos passageiros do serviço passará de 2,80 para 2,65 reais, valor que vigorava antes do último reajuste, em dezembro. O anúncio foi feito pouco antes de passeata pelo centro por manifestantes que ocupam a Câmara Municipal desde o dia 29 e que voltaram para a sede do Legislativo após o ato.

Leia mais:
Câmara de BH aprova redução de tarifas de ônibus
Morre jovem que caiu de viaduto em manifestação

Anteriormente, o prefeito Marcio Lacerda (PSB) havia anunciado redução de 5 centavos nas passagens por meio da isenção do pagamento do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) por parte das empresas que fazem o transporte, aprovada pela Câmara. Depois, foi anunciada redução de mais 5 centavos com o fim da cobrança de taxa de administração por parte da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), responsável pelo gerenciamento do transporte coletivo na capital de Minas.

Mas o valor foi considerado insuficiente pelos manifestantes que ocuparam as ruas da capital mineira nas últimas semanas de junho e pelo grupo intitulado Assembleia Popular Horizontal, que ocupa a Casa. O grupo reuniu-se com Lacerda nesta quinta-feira, mas o ele havia afirmado que não haveria como voltar o preço da passagem ao valor que vigorava em 2012.

Nesta sexta-feira, porém, Lacerda anunciou a nova redução, com base na desoneração do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) proposta pelo governo federal, que permitirá redução de dez centavos nas passagens. "O recolhimento de 2% do faturamento das empresas para o custeio do gerenciamento operacional da BHTrans será mantido", diz nota divulgada pela prefeitura, em referência aos 5 centavos que ajudariam a reduzir o preço.

Leia tudo sobre: BHprotestosMinas Geraispassagem de ônibus

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas