Estudantes voltam a protestar em Belo Horizonte

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Polícia Militar estima que mil pessoas participam do ato. Há manifestações em Contagem, Juiz de Fora e Poços Caldas

Agência Estado

Estudantes voltaram a fechar o trânsito nesta terça-feira, 18, em Belo Horizonte (MG), na terceira manifestação realizada na capital em quatro dias. A estimativa da Polícia Militar é que mil pessoas participaram do ato e fecharam a avenida Presidente Antônio Carlos, principal ligação do centro da cidade com a região da Pampulha. Na segunda-feira, 17, 30 mil manifestantes tinham saído às ruas.

Leia também: Em Belo Horizonte, PM dispara bombas de gás contra manifestantes

A PM também registrou protesto em Contagem, na região metropolitana da capital, com cerca de 200 pessoas que, no início da noite, seguiam para Belo Horizonte para se reunirem aos demais manifestantes. Por meio de redes sociais na internet, já foram convocados novos protestos para quinta-feira, 20, e para o próximo dia 22, quando a capital mineira volta a sediar jogo da Copa das Confederações.

Entre as bandeiras estão, por exemplo, protestos contra o preço das passagens do transporte coletivo, contra os "gastos extraordinários" com a organização da Copa do Mundo de 2014, contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37, que limita os poderes de investigação do Ministério Público, e contra a baixa qualidade da educação e da saúde no País. O grupo também reivindicava mais segurança, inclusive na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde o movimento foi organizado e que "recentemente, sofreu com assaltos e atos criminosos".

O cenário foi bem diferente do visto na segunda-feira, quando manifestantes e policiais entraram em confronto duas vezes, ambas no entorno da UFMG. A PM informou que vai apurar denúncias de abusos de integrantes da corporação durante os tumultos.

Além de Belo Horizonte, também foram registradas manifestações em outras cidades de Minas, como Juiz de Fora, na Zona da Mata, e Poços de Caldas, no sul do Estado. Em Montes Claros, no norte mineiro, diante da organização de uma manifestação para o próximo dia 25, a prefeitura anunciou redução no preço das passagens dos ônibus de R$ 2,40 para R$ 2,30, valor que passa a vigorar a partir do próximo domingo (23). O preço foi reajustado de R$ 2,10 para o valor atual no início de abril.

Leia tudo sobre: manifestaçãoprotesto

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas