Ações fazem parte de operação da PF, desencadeada com agentes de Belo Horizonte, Brasília e Rio de Janeiro após um ano e meio de investigações

Agência Estado

Policiais rodoviários usavam cargo para obter
Agência Brasil
Policiais rodoviários usavam cargo para obter "vantagens indevidas"

Três agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram presos, nesta terça-feira (26), acusados de extorquir motoristas em rodovias federais em Minas Gerais, principalmente para liberar veículos irregulares.

As prisões fizeram parte de uma operação conjunta da PRF e da Polícia Federal (PF) no Estado, que resultou ainda nas capturas de um empresário e um caminhoneiro e na execução de cinco mandados de busca e apreensão em municípios do Norte do Estado e do Vale do Jequitinhonha.

Leia mais: Polícia Federal prende em MG suspeito de matar 39 pessoas no Ceará

De acordo com a PF, a Operação Cerração foi desencadeada com agentes de Belo Horizonte e da PRF em Brasília (DF) e Rio de Janeiro após um ano e meio de investigações em tornos dos agentes rodoviários lotados nos postos de Manhuaçu, na Zona da Mata mineira, e de Caratinga, no Vale do Jequitinhonha. Segundo a PF, foi comprovado que os acusados "faziam uso do cargo público para obtenção de vantagens indevidas".

As identidades dos suspeitos não foram reveladas. Mas, ainda de acordo com a Polícia Federal, os agentes da PRF já respondem a procedimentos administrativos e criminais pelos mesmos crimes e podem ser condenados a mais de 20 anos de prisão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.