Médico atende paciente esfaqueado em MG, mas deixa lâmina no peito da vítima

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Homem de 25 anos que foi atendido em hospital de Araxá após ter levado uma facada durante um assalto está com a lâmina de 11 centímetros no corpo há quase três meses

Agência Estado

A Secretaria Municipal de Saúde de Araxá (MG) investiga os motivos que levaram um médico a deixar uma lâmina de uma faca dentro do peito do paciente. Claudinei Geraldo da Silva, de 25 anos, diz que quando está caminhando chega a sentir o objeto, detectado em raio-X, se movendo. Ele foi esfaqueado no final de novembro durante uma tentativa de assalto, ocasião em que foi medicado em uma unidade do Pronto Atendimento Municipal (PAM).

Leia também: Em 43 dias, três bebês são vítimas de erro médico em Belo Horizonte

Silva conta que estava na avenida Washington Barcelos quando uma quadrilha o rendeu e tentou levar sua caminhonete. Ele reagiu e foi atingido com uma facada nas costas. Levado até o PAM, o médico não teria solicitado nenhum exame, apenas providenciado alguns pontos no corte e depois liberado o paciente.

Com dores, Silva alega ter voltado várias vezes ao PAM, mas sempre ouvia que o procedimento era normal e recebido apenas a prescrição de analgésicos. O rapaz afirma que foi somente neste mês que conseguiu encaminhamento para uma ultrassonografia que constatou a presença da lâmina com 11 centímetros no seu peito.

A partir daí ele passou a lutar para conseguir autorização para fazer a cirurgia de retirada do objeto. Ele teme que a faca esteja se mexendo e possa até levá-lo à morte. "Quando mexo o braço esquerdo sinto uma ferroada muito forte", afirmou o paciente que deixou de trabalhar como pedreiro por conta das dores.

A cirurgia ainda nem teria sido marcada e talvez tenha de ser realizada em outra cidade devido a sua complexidade. No raio X é possível ver que a lâmina da faca chega a passar entre os ossos da costela.

A reportagem tentou falar com o secretário de Saúde de Araxá, Luis Fernando Alves de Castro, mas ele não foi localizado nesta terça-feira. A Secretaria informou que o paciente será encaminhado para realizar a operação de retirada da lâmina, ainda sem data definida. Também foi aberto um processo interno para apurar responsabilidades no caso. O médico que fez o atendimento e que não teve o nome revelado seria ouvido na tarde desta terça.

Leia tudo sobre: araxálâmina no peitohospitalerro médico

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas