Polícia apreende carteiras falsas de religiosos em Belo Horizonte

Entidade evangélica usava indevidamente símbolo da República Federativa do Brasil para produzir documentos de "autoridades"

Denise Motta, iG Minas Gerais |

A Polícia Federal prendeu ontem, em Belo Horizonte, duas pessoas acusadas de usar símbolos da República Federativa do Brasil para forjar documentos de autoridades. Batizada de "Carteira Santa", a operação apreendeu ainda mais de 300 carteiras falsas produzidas por uma entidade evangélica, cujo nome não foi revelado.

"Uma entidade evangélica confeccionava carteiras contendo o Brasão da República e os dizeres “autoridade eclesiástica”, para vários integrantes de igrejas da capital (mineira)", informou nota.

Mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária de Minas Gerais, levando à apreensão das centenas de carteiras.

Os presos foram indiciados pelo crime de falsificação de selo ou sinal público, previsto no artigo 296 do Código Penal. A pena chega a seis anos de prisão.

    Leia tudo sobre: carteira santapolícia federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG