MG e RJ terão chuva no último final de semana do ano

A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, alertou as Defesa civis de 16 Estados e do Distrito Federal quanto à possível ocorrência de chuva forte no último fim de semana de 2008. De acordo com a Sedec, entre hoje e amanhã, os temporais devem atingir os Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Amazonas, Roraima, Amapá, Pará, Acre, Tocantins, Rondônia, Piauí, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal.

Agência Estado |

No Sudeste, áreas de instabilidade associadas à atuação do sistema meteorológico conhecido como Zona de Convergência do Atlântico Sul mantêm as condições de pancadas de chuva em Minas Gerais, Rio de Janeiro, norte e nordeste de São Paulo e no centro-sul do Espírito Santo. Em alguns momentos, as pancadas de chuva podem ser de forte intensidade, acompanhadas por raios e ventos de até 50 quilômetros por hora.

No Norte e no Nordeste do Brasil, áreas de instabilidade tropicais permanecem bastante ativas, mantendo as condições de pancadas de chuva no Amazonas, Roraima, Amapá, Pará, Acre, Tocantins, Rondônia, centro-sul do Piauí, no oeste da Bahia, centro-sul e oeste do Maranhão. Em alguns momentos, as chuvas podem ser acompanhadas por raios.

No Centro-Oeste, áreas de instabilidade associadas à atuação do sistema meteorológico conhecido como Zona de Convergência do Atlântico Sul mantêm as condições de pancadas de chuva no Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal. Em alguns momentos, as pancadas de chuva podem ser de forte intensidade, acompanhadas por raios e ventos de até 50 quilômetros por hora.

Já no Sul do País, o ar seco de origem polar ganha força e a temperatura fica amena ao amanhecer, mas esquenta rápido e a sensação será de calor na maior parte do dia, em quase toda a região. Segundo previsão da Climatempo, o sol aparece forte em quase todas as áreas. Não há previsão de chuva para o Sul. O céu ainda fica com muitas nuvens no Vale do Itajaí e no litoral de Santa Catarina, na Grande Curitiba e no litoral do Paraná. Nestas áreas, não faz muito calor.

Recomendações

A Sedec recomenda atenção especial e redobrada nas áreas de encostas e morros, pois devido às freqüentes chuvas, o solo está bastante encharcado, o que aumenta o risco de deslizamentos. Além disso, a população deve evitar áreas de alagamentos e lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes. Há risco de deslizamentos de encostas, morros e barreiras.

Os alertas foram baseados em informações do Centro de Previsão e Estudos Climáticos (Cptec) e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG