Metrô-SP muda pela 3ª vez novo projeto da Linha 5

A Companhia do Metropolitano (Metrô) de São Paulo alterou novamente o projeto de construção da futura Estação Adolfo Pinheiro, na extensão da Linha 5 - Lilás, na zona sul - foi a terceira modificação, desde abril, feita depois da pressão de moradores e comerciantes da região, por causa da grande extensão que seria desapropriada para a obra. Com as alterações, a área que será desapropriada cai agora de 40 mil m² (o que equivalia a 141 imóveis) para cerca de 7 mil m².

Agência Estado |

A posse que o Metrô terá dos 23 mil m² restantes será provisória e vai durar apenas o tempo necessário para a implementação do canteiro de obras. Se os proprietários desejarem, o Metrô irá restituir os imóveis do jeito que eram antes da desapropriação.

A proposta, que traz o projeto definitivo da estação, foi apresentada ontem, em uma audiência com representantes do Metrô, deputados estaduais e 200 pessoas, na sede da Associação Comercial de Santo Amaro. A estação continua prometida para o fim de 2010.

O Metrô também desistiu de derrubar um prédio de 1.200 m² onde funcionam os ambulatórios de especialidades da Santa Casa de Santo Amaro. Por lá circulam 30 mil pessoas por mês. Em julho, o Metrô já havia recuado em relação a uma galeria com 98 lojas, que fica na região e seria totalmente derrubada. A maioria (cerca de 70) será preservada. As demais serão derrubadas, mas também reconstruídas depois que a estação estiver pronta. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG