Metrô-SP e CPTM terão postos de vacinação contra rubéola

Estações do Metrô, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e terminais da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) irão receber postos de vacinação contra a rubéola a partir de hoje. A ação irá intensificar a campanha de imunização contra a doença, que prevê vacinar 95% da população com idade entre 20 e 39 anos.

Agência Estado |

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, cerca de 2,5 milhões de pessoas já foram imunizadas. O número representa apenas 65% do público alvo, mas indica disponibilidade da população. “O número que atingimos com apenas quatro semanas de campanha indica uma boa adesão”, diz Maria Lígia Ramos Nerger, coordenadora de imunização da Secretaria Municipal da Saúde.

A campanha de vacinação, iniciada no dia 9 de agosto, deverá erradicar os casos de Síndrome de Rubéola Congênita (SRC). A síndrome é causada pela infecção de fetos com o vírus, o que pode ocasionar em más formações congênitas, como surdez, cegueira e autismo no bebê. “Estamos investindo nas gerações futuras”, afirma Nerger.

Serão 34 estações da CPTM, 32 estações do metrô e 9 terminais da EMTU que participarão da campanha das 17h às 20h até sexta-feira. A lista completa de estações pode ser encontrada no site do metrô paulista ou pelo telefone 156. Segundo Nerger a ação deverá facilitar o acesso à imunização. “Esperamos atingir a população que não consegue chegar a postos de saúde”.

As estações Itaquera, Artur Alvim, Tatuapé, Brás, Anhangabaú, Barra Funda, Sé, Jabaquara, São Bento, Ana Rosa, Paraíso,Liberdade, Tietê, Santana e Largo Treze terão também no sábado, dia 13, postos de vacinação gratuita em funcionamento das 8h às 17h.

Em 2007 um surto de rubéola infectou 1.659 pessoas, segundo balanço do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual da Saúde. O número foi o mais alto desde 2000 e, conseqüentemente, casos de SRC aumentaram. Estudos da Secretaria apontaram que adultos entre 20 e 39 anos eram os principais infectados pela doença e a maioria dos casos foi identificado em homens. A rubéola é uma doença de fácil transmissão. Os principais sintomas são febre, manchas no corpo, dores articulares, coriza, tosse e conjuntivite.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG