Metrô terá que indenizar passageira por incêndio em vagão

RIO DE JANEIRO ¿ O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro condenou a Concessão Metroviária do Rio de Janeiro, antiga Opportrans, a indenizar uma passageira em R$ 2 mil, por danos morais, por causa de um incêndio ocorrido no vagão em que ela viajava. A decisão é da 2ª Câmara Cível do TJ-RJ.

Redação |

De acordo com o processo, a autônoma Danielle Salles estava em uma composição do metrô, em julho de 2003, quando se iniciou um incêndio, na altura da estação Engenho da Rainha, obrigando o trem a parar bruscamente. Ela relatou que ficou intoxicada por conta da fumaça e que a manobra repentina provocou lesões em sua perna, além de ferimentos nos demais passageiros.

Danielle foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para o Hospital Geral de Bonsucesso, onde ficou constatado trauma no seu joelho e coxa. Outra conclusão não se poderia obter, senão a de se reconhecer a plena responsabilidade da empresa transportadora pela indenização dos danos que lhe foram causados, escreveu na decisão a relatora do processo, desembargadora Leila Mariano.

Leia mais sobre: danos morais

    Leia tudo sobre: danos moraisindenizaçãometrô

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG