Metrô de São Paulo coloca detectores em estações da Paulista

SÃO PAULO - As três estações de metrô da Avenida Paulista receberam nesta quarta-feira detectores de metais. Por questões de segurança, a Companhia do Metropolitano (Metrô) não informou o número de equipamentos instalados nem por quanto tempo eles devem ficar nas Estações Consolação, Trianon/Masp e Brigadeiro.

Agência Estado |

    Na segunda-feira, o jornal " O Estado de S. Paulo" mostrou que ladrões fogem pelas estações da Avenida Paulista depois de assaltar correntistas de banco que sacam na boca do caixa e saem a pé pela avenida. Armados, eles abordam a vítima e levam quantias que normalmente ultrapassam R$ 1 mil. Sem levantar suspeitas, escapam pelas estações.

    O Metrô não informou se a instalação dos detectores tem a ver com esses casos. Segundo a companhia, os detectores de metais serão instalados nas estações sempre que julgar necessário. Os equipamentos fazem parte do plano de segurança da companhia, que afirma ter investido R$ 20 milhões nessa área somente no ano passado.

    Câmeras

    Além de usar os detectores, o Metrô aposta na eficiência das 930 câmeras espalhadas nas 55 estações e no trabalho dos mil seguranças - uniformizados ou à paisana. Segundo a companhia, mais 388 câmeras serão instaladas no ano que vem e os novos trens já terão os equipamentos. O Metrô informou que nos primeiros meses de 2009, 30% das ocorrências registradas foram flagradas por esse sistema de monitoramento. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

    Leia mais sobre: Metrô

      Leia tudo sobre: metrô

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG