Metade dos moradores das cidades está insegura, revela pesquisa

Pesquisa mostra que cerca de 60% dos domicílios brasileiros contam com algum dispositivo de segurança

Daniel Torres, iG São Paulo |

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira a pesquisa “Características da Vitimização e do Acesso à Justiça no Brasil em 2009”, feita a partir dos dados coletados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do Instituto (Pnad), em que revela que 50,3% da população brasileira que vive em área urbana se sente insegura na cidade de residência.

O estudo, coletado entre 27 de setembro de 2008 e 26 de setembro de 2009, revela que, à medida que a população se afasta do domicílio, a sensação de segurança reduz. No Brasil, incluindo moradores de áreas rurais e urbanas, 78,6% ou 127,9 milhões de pessoas sentiam-se seguras no domicílio onde residiam. No bairro, este percentual foi estimado em 67,1%, ou 109,2 milhões de pessoas, e, na cidade, a sensação de segurança era compartilhada por pouco mais da metade da população, 52,8% (ou 85,9 milhões de pessoas).

A região Norte foi aquela que apresentou os menores percentuais de pessoas que declararam sentirem-se seguras (71,6% no domicílio, 59,8% no bairro e 48,2% na cidade). A região Sul apresentou as maiores proporções de pessoas que se sentiram seguras (no domicílio 81,9%, no bairro 72,6% e na cidade 60,5%).

Percentual de pessoas que se sentiam seguras no seu domicílio, bairro e cidade, na população de 10 anos ou mais de idade, por local, segundo a situação do domicílio, o sexo e a cor ou raça

Gerando gráfico...
IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2009

Perfil

A sensação de segurança estava mais presente entre as crianças e adolescentes: 81,4% das pessoas que tinham de 10 a 15 anos de idade tinham a sensação de segurança em seus domicílios, 70,4% nos bairros e 57,9% nas cidades. A sensação de segurança no domicílio também atingiu proporções maiores na população com maior rendimento mensal. Esta relação se inverteu ao se observar o sentimento de segurança no bairro e na cidade em que residia, locais em que as proporções de pessoas que se sentiam seguras diminuíam conforme aumentava o rendimento.

Dispositivos de segurança

Dos 58,6 milhões de domicílios particulares permanentes no período da pesquisa, 34,8 milhões, cerca de 60%, usaram algum dispositivo de segurança. Segundo a pesquisa, em todas as regiões, este percentual ultrapassou 50%. As regiões Sudeste (63,9%) e Centro-Oeste (64,9%) foram as que apresentaram os maiores percentuais.

A grade (na janela/porta) foi o dispositivo mais utilizado pelos moradores, presente em 35,7% dos domicílios. Na região Centro-Oeste, este aparato foi encontrado em 40,5% dos domicílios. Dispositivos colocados na porta, tais como: olho mágico, abertura na porta, corrente no trinco da porta e/ou interfone, estavam instalados em 20,4% dos domicílios. Quase 10% dos domicílios utilizavam cachorro para segurança. Na região Centro-Oeste, este percentual chegou a 14,7%.

    Leia tudo sobre: ibgecrimerouboviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG