Meta do governo é diminuir mortalidade infantil em 5% ao ano no Norte e Nordeste

BRASÍLIA - O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou nesta quarta-feira metas que o governo deve cumprir para reduzir a mortalidade infantil nos estados que compõem a região Nordeste e a Amazônia Legal. Segundo o ministro, a expectativa é diminuir em 5% ao ano o número de óbitos entre crianças.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

    A primeira medida, de acordo com Temporão, será a ampliação em 10% do número de equipes do programa Saúde da Família. Outras ações visam ampliar o número de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTIs), treinamento e qualificação dos profissionais de saúde e adequação técnica das maternidades. O ministro não adiantou, contudo, quanto será investido no setor para que essas propostas sejam efetivadas.

    Temporão explica que o Brasil está num ritmo de diminuição da mortalidade, a partir de políticas de saneamento básico, cobertura vacinal e conscientização da importância do pré-natal. Porém, continuam altos os índices de mortalidade nos primeiros 27 dias de vida.

    Cerca de 50% dos óbitos de crianças até um ano de idade se dá até no primeiro mês de vida, revelou Temporão, em entrevista coletiva concedida após quase três horas de reunião governadores do Nordeste, da Amazônia Legal, além dos ministros da Saúde, Educação, Desenvolvimento Social, Assuntos Estratégicos e Casa Civil, em Brasília.

    Mortalidade Infantil

    Indicadores de saúde revelam que a mortalidade infantil diminuiu 5,2% no último ano ¿ quase o dobro dos 2,9% fixados pela Organização das Nações Unidas (ONU). Neste ritmo, o Brasil poderá atingir um índice de 14,4 mortes para cada grupo de mil crianças menores de um ano em 2012. 

    As disparidades regionais, porém, ainda são grandes. No Norte, por exemplo, a taxa de mortalidade infantil fechou o ano com 21,7 mortes para cada mil crianças com menos de um ano. No Nordeste, o mesmo índice foi de 27,2 óbitos para grupo de mil.


    Leia mais sobre: mortalidade infantil

      Leia tudo sobre: mortalidade

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG