Mesmo após vendaval, hotéis de Canela mantêm ocupação

Ventos danificaram mais de 400 casas na serra gaúcha e causaram a queda de postes e árvores

Agência Brasil |

O setor turístico, que representa 60% da economia de Canela, na Serra Gaúcha, não deve sofrer as consequências do forte vendaval que atingiu o município na noite de quarta-feira. Segundo o secretário municipal de Turismo, Ditmar Bellmann, que também é dono de um hotel na região, 95% da rede hoteleira está ocupada e não há registro de cancelamento de reservas para este fim de semana. A cidade tem 64 hotéis e pousadas que disponibilizam 4,4 mil vagas para os turistas.

“Na realidade, alguns turistas nem chegaram a perceber a dimensão do acontecido, porque os pontos de visitação dos municípios de Canela e Gramado não foram atingidos pelo vendaval, que afetou mais os bairros da periferia”, disse o secretário à Agencia Brasil.

Alguns turistas, segundo ele, estão procurando as autoridades locais para oferecer solidariedade, principalmente doações. “O trabalho voluntário já tem o envolvimento dos moradores e dos municípios vizinhos, além de toda a estrutura disponibilizada pela prefeitura e pela Defesa Civil”.

O secretário enfatizou que todos os eventos programados para essa temporada de inverno, como apresentações culturais e artísticas, passeios e festas coloniais ocorrerão normalmente nos parques, praças e teatros da cidade.

Na temporada de inverno, segundo Bellmann, cerca de 4 mil pessoas se hospedam, por dia, nos hotéis de Canela. Se for considerado o número de turistas que frequentam a cidade sem pernoitar, esse total chega a 20 mil visitantes diariamente. “Uma boa maneira de o turista ajudar na reconstrução do município é, justamente, não cancelar as visitas à região”, apelou o secretário.

    Leia tudo sobre: vendavalrio grande do sulcanelagramadoventos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG