Mercado terá de indenizar cliente picada por escorpião

Uma mulher picada por um escorpião no Carrefour, em Presidente Prudente, no interior de São Paulo, receberá R$ 15 mil de indenização por danos morais. A decisão é do juiz Leonino Carlos da Costa Filho, da 2ª Vara Cível do Fórum local.

Agência Estado |

No dia 2 de dezembro de 2008, a dona de casa Hilda Sabina Brasil foi fazer compras na loja do Carrefour e recebeu a picada do inseto ao pegar uma peça de mortadela, que estava em uma caixa de papelão. Ela exigia indenização de R$ 208,7 mil pela demora em ser socorrida e por ter ficado uma semana sem trabalhar e sentindo dores.

O Carrefour se defendeu e culpou a cliente, que teria se precipitado ao abrir a caixa. A mortadela ainda não estava exposta na gôndola para a venda aos consumidores, segundo a empresa, que deve recorrer da decisão judicial. Já o juiz Costa Filho justificou que "o armazenamento e a venda são de responsabilidade do supermercado" e que, por isso, a ação é procedente em sua maior parte. O magistrado também lembrou que a picada do escorpião pode matar. "O escorpião é venenoso e, em muitos casos, pode ser mortal para o ser humano", afirmou o juiz na sentença publicada ontem.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG