SÃO PAULO (Reuters) - O mercado reduziu as projeções de inflação em 2008 e 2009 e também a estimativa de crescimento da economia brasileira no ano que vem, de acordo com o relatório Focus divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira. A expectativa de que a Selic fechará 2008 em 13,75 por cento ao ano, com manutenção da atual taxa na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) desta semana, foi reafirmada pelos economistas.

A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2008 caiu para 6,20 por cento, ante 6,35 por cento na semana anterior.

Para 2009, o prognóstico diminuiu para 5,20 por cento, frente a 5,25 por cento antes.

Os analistas mantiveram a estimativa de que o Produto Interno Bruto (PIB) vai crescer 5,24 por cento este ano, mas cortaram de 2,8 para 2,5 por cento a previsão para 2009.

Foi a segunda semana consecutiva de redução do prognóstico para o ano que vem, em meio ao impacto da crise global sobre os indicadores econômicos do Brasil.

A divulgação do relatório foi atrasada devido a um problema técnico do BC.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.