Mercado aposta em corte de 0,50 pto da Selic em janeiro

Por Renato Andrade SÃO PAULO (Reuters) - O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central deve promover neste mês um corte do juro mais acentuado, diante de um cenário de inflação dentro da meta e crescimento moderado da economia em 2009, mostra pesquisa divulgada nesta segunda-feira.

Reuters |

Na última reunião de 2008, os diretores do BC chegaram a discutir a possibilidade de cortar a taxa Selic em 0,25 ponto percentual, mas acabaram optando em manter o juro em 13,75 por cento.

Desde então, analistas passaram a considerar como certo um corte de 0,25 ponto da taxa na reunião de janeiro do Comitê, que acontece nos dias 20 e 21 deste mês.

No levantamento feito pelo BC com analistas e empresas do país, as projeções de curto prazo da Selic indicam a expectativa de um corte mais acentuado da taxa, de 0,50 ponto percentual, o que levaria o juro básico ao patamar de 13,25 por cento.

Para o ano como um todo, os analistas mantêm a previsão de que a Selic estará em 12 por cento em dezembro, mesmo patamar projetado no levantamento anterior.

O quadro econômico traçado a partir dos dados da pesquisa feita pelo BC indicam que o mercado financeiro brasileiro espera um ano de crescimento fraco e inflação sob controle.

A estimativa para a taxa de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 2009 caiu para 2,40 por cento, ante 2,44 por cento no levantamento anterior. Ao mesmo tempo, a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi mantida em 5 por cento.

A meta central de inflação deste ano é de 4,5 por cento, com margem de variação de 2 pontos percentuais, para cima ou para baixo.

A projeção para o IPCA de 2009 está abaixo da estimativa para 2008, que indica alta de 6,01 por cento. A variação real do indicador será conhecida na sexta-feira, quando o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga o relatório sobre o comportamento da inflação no último mês de 2008.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG