Mercadante tenta eximir dirigentes petistas nos atos secretos

BRASÍLIA - O líder do PT no Senado, Aloizio Mercadante (SP), divulgou uma nota à imprensa, nesta terça-feira, prestando solidariedade aos membros do partido que já fizeram parte da Mesa Diretora da Casa e alegando que nenhum dos senadores da sigla ¿jamais¿ assinou ou compactuou com os atos secretos.

Severino Motta, repórter em Brasília |

A bancada do PT no Senado hipoteca irrestrita solidariedade aos senadores da bancada que participaram da Mesa Diretora do Senado ao longo dos últimos anos, com a segurança que estres jamais assinaram ou compactuaram com os chamados 'atos secretos'.

Entre os supostos beneficiados, conforme reportagem do jornal O Estado de S. Paulo está o ex-presidente da Casa, Tião Viana (PT-AC).

Na nota, Aloizio ainda diz que o PT considera inaceitável a não publicação dos atos e exige apuração para que os responsáveis pelos atos secretos sejam punidos.

    Leia tudo sobre: ato secretomercadantesenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG