Mercadante evita comentar nova denúncia contra Sarney

O líder do PT no Senado, Aloizio Mercadante (SP), evitou comentar reportagem publicada hoje no jornal O Estado de S. Paulo que revela que o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), omitiu em sua declaração de bens à Justiça Eleitoral uma casa avaliada em torno de R$ 4 milhões.

Agência Estado |

"Vamos aguardar mais informações para ter segurança antes de uma manifestação. A questão não me parece clara, e não ouvi o contraditório", disse Mercadante.

De acordo com documentos de cartório obtidos pelo jornal, Sarney comprou a casa do banqueiro Joseph Safra em 1997 por meio de um contrato de gaveta e em nenhuma das duas eleições disputadas por ele depois da compra - 1998 e 2006 - o imóvel foi incluído nas declarações de bens apresentadas à Justiça Eleitoral. O presidente da Casa também foi citado como um dos beneficiados por atos secretos na Casa. Além disso, o neto do peemedebista, José Adriano Cordeiro Sarney, virou alvo de investigação da Polícia Federal (PF) por ser um dos operadores de um esquema de crédito consignado suspeito.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG