Mercadante adia anúncio para conversar com Lula

BRASÍLIA (Reuters) - O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) decidiu adiar o anúncio de renúncia ao posto de líder do partido e do bloco de apoio ao governo no Senado para conversar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mercadante anunciou a decisão em sua página no microblog Twitter e disse que aguardará por Lula, que está no Rio Grande do Norte, pela história em comum e meu compromisso com o governo.

Reuters |

"Recebi telefonema do ministro Múcio, avisando que o presidente Lula quer conversar comigo pessoalmente antes do meu pronunciamento", afirmou o senador, referindo-se ao ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro.

O anúncio estava marcado inicialmente para as 15h desta quarta-feira. Na agenda de Lula, está prevista sua chegada à Brasília no início da noite.

Mercadante vinha ameaçando deixar o cargo devido às pressões da direção do PT e do Palácio do Planalto para que os senadores do partido defendessem o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

O mal-estar culminou com a votação na quarta-feira dos recursos contra o arquivamento da representações feitas pelo PSDB e PSOL contra Sarney, na qual os senadores do PT tiveram papel importante para livrar o ex-presidente da República.

Petistas que acompanham o caso disseram que o senador João Pedro (AM), presidente da CPI da Petrobras, é um dos nomes cotados para suceder Mercadante.

(Reportagem de Fernando Exman, em Brasília, e Hugo Bachega, em São Paulo)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG