Menos da metade dos carros adere a inspeção veicular

Em três meses, 392 mil veículos passaram pela inspeção veicular ambiental do exercício 2010 em São Paulo. No mesmo período do ano passado, entre fevereiro e abril, 167 mil veículos passaram pelo procedimento, segundo balanço da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente.

iG São Paulo |

Em três meses, 392 mil veículos passaram pela inspeção veicular ambiental do exercício 2010 em São Paulo. No mesmo período do ano passado, entre fevereiro e abril, 167 mil veículos passaram pelo procedimento, segundo balanço da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente. No caso das motos, a adesão neste ano foi de 28% contra 22% no mesmo período de 2009. Nos veículos a diesel, a adesão foi de 49% até abril, contra 35%. Entre os ônibus, a adesão saltou de 48% no ano passado para 67% neste ano. Já no caso dos automóveis, a adesão foi de 45% neste ano, enquanto no ano passado foi de 78%.

A adesão de apenas 45% na frota de automóveis era esperada pela Coordenação do Programa de Inspeção Veicular e se mostra mais baixa entre os veículos mais antigos, que não estavam incluídos no programa no ano passado. Ainda segundo a secretaria, 162.554 automóveis com placas final 1 passaram pela inspeção veicular ambiental exercício 2010. O número representa 45% da frota esperada entre fevereiro e abril. O índice de reprovação na primeira inspeção foi de 21,75%.

Segundo balanço da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, até o final de abril, no caso das motos, 27,76% da frota esperada realizou a inspeção (15.641 motos), e, deste total, 27,65% foram reprovadas na primeira inspeção. Entre os veículos a diesel, 4.253 fizeram a inspeção no prazo (48,49%) e, deste total, 36,73% foram reprovados na primeira vistoria. Já no caso dos ônibus, 1.995 dos 2.990 veículos com final de placa 1 passaram pela inspeção, o que significa cerca de 66,73% do total. Não foram aprovados 21,45%.

Prazos e tarifas

Os veículos com final de placa 1 que não realizaram a inspeção veicular dentro do prazo, estão sujeitos à multa de R$ 550 se forem parados em blitze, além de terem seu licenciamento bloqueado. Para regularizar a situação, basta pagar a tarifa de R$ 56,44 e agendar a inspeção.

Os proprietários de veículos com final de placa 2 têm até o final de maio para realizar a inspeção. Já a inspeção obrigatória para veículos com final de placa 3 foi iniciada em abril e os proprietários de veículos têm até 30 de junho para realizar o procedimento.

Os veículos com placa final 5 já podem agendar a inspeção veicular desde o dia 1º de maio acessando o site www.controlar.com.br com prazo limite para realização do procedimento até o dia 31 de agosto.

Quem não realizou a inspeção em 2009 (ano passado a inspeção era obrigatória para toda a frota a diesel registrada na cidade, toda a frota de motos e automóveis registrados entre os anos de 2003 e 2008) terá que pagar, para realizar a inspeção em 2010, R$ 100,62 - R$ 44,18 para efetuar o desbloqueio da inspeção de seu veículo, além da tarifa da inspeção de 2010 - R$ 56,44.

O proprietário do veiculo deverá acessar o site da concessionária (www.controlar.com.br). Durante o processo de agendamento, o sistema identificará a situação irregular e direcionará o proprietário para o procedimento adequado. Serão emitidas duas guias - do desbloqueio da inspeção veicular e do agendamento 2010. Ambas deverão ser pagas para realizar a Inspeção Veicular exercício 2010.

Inspeção

Os proprietários de veículos que não foram aprovados na primeira inspeção terão 30 dias para fazer a manutenção em oficina mecânica de sua confiança e reagendar a inspeção sem que seja cobrada nova tarifa.

Antes de se dirigir a um dos Centros de Inspeção Veicular Ambiental, o proprietário do automóvel deverá agendar a vistoria. Para isso, é necessário ter em mãos o número do Renavam e acessar o site www.controlar.com.br para imprimir o boleto. Após aguardar um prazo de 72 horas, o proprietário deverá ligar para (11) 3545-6868 ou entrar novamente no site da Controlar, escolhendo o local, dia e horário para realizar a inspeção.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG