Ele fazia parte do grupo de oito internos que fugiram pela porta da frente da unidade de Araraquara no sábado

selo

Um dos oito menores que fugiram da unidade da Fundação Casa de Araraquara , na região de Ribeirão Preto (SP), na noite de sábado foi recapturado na manhã desta segunda-feira. O garoto de 17 anos foi localizado pela Polícia Militar (PM) e voltou à instituição logo em seguida.

Oito internos fugiram pela porta da frente da unidade após render o porteiro e o agredir com uma cadeira. Outros tentaram fugir, mas foram contidos por funcionários, o que causou uma rebelião, iniciada por volta das 20 horas de sábado e encerrada por volta de 4 horas da madrugada do último domingo. Três funcionários ficaram feridos, mas sem gravidade - um ainda permanecia internado nesta segunda-feira. 

A unidade abrigava 72 adolescentes até o momento da fuga. Depois da fuga de oito internos, outros 24 renderam um funcionário e o fizeram refém. A Tropa de Choque da PM e o Corpo de Bombeiros foram até o local, mas não precisaram entrar na instituição durante a negociação da direção com os rebelados, que subiram no teto da unidade e cobriram seus rostos com camisetas.

Eles usaram como armas objetos pontiagudos de cadeiras plásticas quebradas e pedaços de pau de mesas. O refém foi ferido com alguns golpes e, após ser libertado por volta de 3 horas da madrugada, foi internado, mas sem risco de morte. 

Durante a rebelião, os internos exigiram presenças de parentes nas negociações. Quatro mães foram autorizadas a entrar na unidade. Os internos reclamavam de maus-tratos e que tomavam banho com água gelada. A direção regional da Fundação Casa informou que abriria sindicância para investigar as reclamações e que encaminharia o caso à Corregedoria. No último domingo, as visitas de parentes só ocorreram aos internos que não participaram da rebelião.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.