Menino que tem agulhas no corpo pode deixar UTI

Em razão da progressiva melhora apresentada pelo menino M. S.

Agência Estado |

A., que teve dezenas de agulhas introduzidas por todo corpo, ele deve ter alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica amanhã, segundo o diretor da unidade médica do Hospital Ana Neri, Roque Aras. Neste feriado de Natal, a criança caminhou pela primeira vez desde que chegou ao hospital, em Salvador, há pouco mais de uma semana. Os primeiros passos foram dados com o auxílio de fisioterapeutas.

A transferência para o quarto, no entanto, só será confirmada após avaliação detalhada, no período da manhã, de toda a equipe multidisciplinar, que o acompanha. "Essa caminhada faz parte do processo de recuperação dele", explicou Aras.

Em uma semana, o menino passou por duas cirurgias, que resultaram na retirada de 18 agulhas do seu pulmão, coração, fígado, intestino e bexiga. De acordo com o médico, um terceiro e provavelmente último procedimento cirúrgico deverá acontecer na próxima semana, quando serão extraídos objetos metálicos localizados no canal medular e na região do pescoço, que ainda impõem riscos à vida do menino.

Aras disse que a criança se alimenta normalmente, mas ainda usa sonda vesical, que deverá ser retirada dentro de dois dias. "Os exames demonstram que já não existem sinais de infecção e ele está muito bem", observou o médico.

Em Ibotirama, cidade localizada às margens do Rio São Francisco, no interior baiano, o três acusados da tentativa de homicídio contra o menino seguem presos. Dois deles, o padrasto do menino, Roberto Carlos Magalhães, que confessou ter introduzido as agulhas no garoto, e a suposta amante dele, Capistana Ribeiro dos Santos, com a prisão preventiva decreta. A amiga de Angelina, Maria dos Anjos Nascimento, que também foi apontada por Roberto Carlos como cúmplice, pode ser liberada por falta de provas concretas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG