Menino morre após comer bombom envenenado em SE

O doce foi enviado para tia do menino. A principal suspeita já está presa

iG São Paulo |

Um menino de 6 anos morreu nesta quarta-feira depois de ficar internado por 19 dias em estado grave porque comeu um bombom envenenado enviado para sua tia em Itabaiana, Sergipe. A acusada de enviar os bombons, a professora Genailde Cardoso Santos de Oliveira, de 33 anos, já foi presa. Conforme a polícia, Genailde queria se vingar de Jéssica por acreditar que ela tinha um relacionamento amoroso com seu marido.

Para o delegado Paulo Cristiano Ricarte, a professora é a única responsável por enviar os chocolates. O delegado explica que quando fez o pedido de prisão a Justiça também suspeitava da participação do marido dela, Adilson da Cunha Lima, de 32, no crime. "Hoje, comprovamos que a única responsável por envenenar e enviar os chocolates foi a professora Genailde."

De acordo com ele, a professora entregou os bombons a uma ex-aluna, que por sua vez passou a um mototaxista, que se encarregou de deixar o "presente" na casa da vítima. Jéssica estranhou o gosto do chocolate e não ingeriu todo o doce, porém, um sobrinho de apenas seis anos comeu um bombom inteiro e passou mal, sendo transferido logo em seguida para o Hospital de Urgência de Sergipe João Alves Filho (Huse), onde morreu.

Em depoimento, Jéssica afirmou que desconfiava da autoria do crime, já que Genailde tinha feito ameaças anteriores. "O motivo de tanta raiva seria o ciúme descontrolado pelo marido", disse.

    Leia tudo sobre: bombomsergipe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG