Menino de oito anos morre com um tiro em complexo de favelas do Rio

RIO DE JANEIRO ¿ Um menino de oito anos morreu, na manhã desta quinta-feira, após levar um tiro na altura do rosto na favela Baixa do Sapateiro, no Complexo da Maré, subúrbio do Rio de Janeiro. Revoltados, moradores acusaram policiais do 22º BPM (Maré) de efetuarem os disparos e chegaram a fechar a Linha Vermelha, uma das principais vias expressas da cidade, como forma de protesto.

Redação |

Acordo Ortográfico

Por motivos de segurança, a Coordenadoria de Vias Especiais (CVE) interditou a pista por 10 minutos. Os policiais militares controlaram a situação e os manifestantes se dirigiram para a Linha Amarela, onde atearam fogo em um automóvel bloqueando a via no sentido Barra da Tijuca por cerca de 40 minutos. Um blindado da Polícia removeu o veículo incendiado para o acostamento, liberando a pista.

Os acessos da Linha Vermelha para a Linha Amarela também chegaram a ser interditados, mas já foram liberados e o fluxo de carros é normal.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa no Rio de Janeiro (Alerj), o deputado estadual Alessandro Molon (PT), esteve presente na favela.

Leia mais sobre: violência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG