Menino de 9 anos é a 3a morte por gripe H1N1 no Brasil

SÃO PAULO (Reuters) - O Rio Grande do Sul registrou a terceira morte por gripe H1N1 no Brasil, informou a Secretaria da Saúde do Estado nesta segunda-feira. A vítima, um menino de 9 anos da cidade de Sapucaia do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre, contraiu a doença do irmão, que havia sido infectado por um professor que esteve na Argentina, segundo a Secretaria de Saúde do Estado.

Reuters |

O menino possuía problemas neurológicos crônicos e estava sob tratamento, disse a secretaria.

A morte ocorreu no dia 5, mas só agora exames confirmaram a contaminação pelo vírus H1N1.

De acordo com o último boletim sobre registros da doença no país, divulgado pelo Ministério da Saúde na sexta-feira, há 1.027 casos confirmados no Brasil.

O Rio Grande do Sul é o segundo Estado brasileiro com maior número de casos da nova gripe, com 129 registros, atrás apenas de São Paulo, que teve 457 confirmações.

A primeira morte da gripe H1N1 no país também foi confirmada no Rio Grande do Sul, no mês passado. O paciente, um caminhoneiro de 29 anos, havia passado sete dias na Argentina.

A confirmação da segunda morte causada pelo vírus no Brasil foi na sexta-feira, no Estado de São Paulo.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde paulista, não se sabe como a vítima, de 11 anos, contraiu a doença, já que não houve relato de contato com pacientes infectados ou viagem ao exterior.

(Por Hugo Bachega)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG