Menino britânico de 7 anos atrai comparações com Picasso

Por Georgina Cooper HOLT, Inglaterra (Reuters Life!) - Um garoto britânico de 7 anos de idade está sendo saudado como gênio da arte, depois de vender 16 telas por 18 mil libras (29.280 dólares) em apenas 14 minutos.

Reuters |

Kieron Williamson, da cidade de Holt, no leste da Inglaterra, possui habilidade artística que poderia ser motivo de inveja para qualquer pintor sério e vem atraindo comparações com Pablo Picasso, menino prodígio que se tornou um dos artistas mais célebres do século 20.

Inspirado pela paisagem de Norfolk, onde vive, no litoral de East Anglia, os pastéis, as aquarelas e as pinturas a óleo de Williamson --avaliados em até 1.500 libras cada-- revelam uma maturidade que ultrapassa de longe sua idade real.

Tudo começou durante férias da família na Cornualha, na costa sudoeste da Inglaterra, quando Kieron tinha 5 anos. Inspirado pela vista do porto, o menino pediu aos pais seu primeiro caderno de desenho.

Daquele momento em diante, ele não parou mais de desenhar e pintar, segundo seu pai, Keith Williamson.

"Quando ele começou a pintar, acordava todas as manhãs às 6h, e nós acordávamos ouvindo o tilintar dos vidros de geleia com as tintas. E ele ainda é assim", disse Keith.

Embora apoiem o talento de seu filho, os pais de Kieron tomam cuidado para não deixar que ele seja pressionado. Ele pinta apenas quando e o que quer, e a família limita o número de obras que põe à venda.

Kieron tem uma lista de espera de centenas de interessados em suas obras. Os pedidos de trabalhos dele chegam de todo o mundo.

Keith contou que uma venda de obras de Kieron promovida em novembro foi fenomenal, tendo chegado a atrair um comprador do Japão.

Kieron frequenta a escola local normal, mas também tem aulas de pintura com um pintor da região e ganhou a proteção da galeria Picturecraft, em sua cidade natal de Holt.

O diretor da galeria, Adrian Hill, disse que Kieron vem se aprimorando a cada dia que passa.

"Foi uma transição muito rápida de um bom pintor amador mirim para alguém que está produzindo telas de valor comercial. Para ser franco, foi chocante, algo totalmente único", disse ele.

Enquanto cuidadosamente pendurava algumas das obras melhores de Kieron, Hill disse que o mundo das artes plásticas vem comparando o garoto a Picasso quando pequeno.

"Não há razão pela qual Kieron, se quiser, não poderá alcançar as mesmas coisas. Podemos estar olhando para o próximo grande mestre da pintura."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG