Meninas esperam 34 horas por resgate em BH

Duas meninas, sobreviventes de um acidente de carro, passaram cerca de 34 horas à espera de socorro em Jaboticatubas, na região metropolitana de Belo Horizonte, até serem resgatadas hoje. Segundo a Polícia Militar, o Fiat Palio cinza em que elas estavam caiu em uma ribanceira de aproximadamente 50 metros na madrugada de segunda-feira, no quilômetro 54 da rodovia MG-020.

Agência Estado |

Morreram no local Randal Silveira Torres, de 37 anos, e Liamara Régis de Almeida, 43 anos, pais de Nicole Almeida Torres, de 12 anos, e tios de Lorena Torres de Jesus, de apenas oito anos. De acordo com a PM, um parente das vítimas informou que o casal e as crianças haviam saído de Jaboticatubas por volta das 2h30 de segunda-feira, com destino à capital mineira, a 63 quilômetros de distância.
Com o acidente, os adultos foram jogados para fora do veículo. A filha do casal ficou presa nas ferragens, mas Lorena conseguiu se arrastar para fora do veículo. Ela sofreu fraturas no punho e na maior parte do tempo permaneceu ao lado da prima, gravemente ferida.
Por volta do meio-dia de hoje (10), Lorena reuniu forças para subir o barranco e abordou um homem que passava de bicicleta pela estrada. Ele teria acionado um taxista, que chamou a polícia. Os PMs foram ao local e pediram reforço ao Corpo de Bombeiros. As meninas foram levadas de helicóptero para o Hospital de Pronto Socorro João XXIII, em Belo Horizonte.
As duas permaneciam internadas, mas não corriam risco de morrer. As causas do acidente ainda serão apuradas. No trajeto, a garota mais nova chegou a dizer que o carro dos tios caiu na ribanceira porque ele estava sendo perseguido por assaltantes. Os corpos das vítimas fatais foram encaminhados para o Instituto Médico-Legal (IML) da capital.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG