Mendes volta a defender abertura de arquivos da ditadura

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, voltou a defender hoje a abertura dos arquivos do período do regime militar, mas não quis se posicionar sobre a retomada da discussão envolvendo a Lei da Anistia. É fundamental que haja a abertura desses dados, afirmou Mendes.

Agência Estado |

O presidente do STF participou em Belo Horizonte do lançamento de um projeto do governo mineiro para a reintegração à sociedade de egressos do sistema prisional. "Eu disse que as pessoas têm o direito a ter o conhecimento do que ocorreu. Quanto a esses outros aspectos, certamente já há comissão de anistia em andamento e também a Justiça, se for acionada, certamente vai se pronunciar".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG