Mendes manifesta disposição de ir à CPI dos Grampos

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, manifestou hoje disposição de ir ao Congresso Nacional para falar sobre o grampo telefônico que gravou uma conversa sua com o senador Demóstenes Torres (DEM-GO). Mendes ressaltou, porém, que antes ouvirá a opinião dos ministros do STF.

Agência Estado |

Ele recebeu pela manhã, em seu gabinete, os deputados da Comissão de Segurança Pública e da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Grampo, que lhe fizeram o convite.

A idéia, segundo um dos participantes do encontro, deputado Raul Jungmann (PPS-PE), é promover uma audiência conjunta da Câmara e do Senado para ouvir o ministro. Os parlamentares ressaltaram a importância do depoimento do presidente do Tribunal, dada a gravidade do episódio. Além de Jungmann, estiveram no STF integrantes das duas comissões, como o presidente da CPI, Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), e o relator da CPI, Nelson Pellegrino (PT-BA).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG