Mendes defende necessidade de reforma política

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, defendeu hoje a necessidade de uma reforma política no Brasil capaz de alterar o sistema eleitoral e partidário. Para o ministro, sem alterar o voto proporcional para o Legislativo não é possível pensar em medidas como a adoção do financiamento público de campanha.

Agência Estado |

Segundo Mendes, a medida não evitaria os escândalos, devido ao grande grau de autonomia que os candidatos têm em relação a seus partidos e a dificuldade de fiscalização. "Teríamos mais gastos e não se conseguiria evitar recursos privados não declarados nas campanhas num País continental", afirmou.

As declarações foram feitas em entrevista após participar de um curso para diplomatas sul-americanos no Palácio Itamaraty, no Centro do Rio. Sobre o julgamento do pedido de asilo político do ex-militante de esquerda italiano Cesare Battisti, Mendes disse ter a expectativa de que o caso seja julgado pelo STF nas duas primeiras semanas de maio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG