Los Angeles (EUA.), 14 abr (EFE). - O ator Mel Gibson enfrenta um dos divórcios mais caros de Hollywood nos últimos tempos, informou hoje a revista People.

A publicação afirma que a fortuna do astro, conhecido pelos papéis em "Coração Valente" (1995) e "Mad Max" (1979), pode chegar a US$ 1 bilhão, devido aos cachês recebidos e às propriedades que tem, que incluem uma ilha em Fiji a qual comprou por US$ 15 milhões em 2004.

Casado durante 28 anos com Robyn, com quem tem sete filhos, a separação definitiva do casal significaria a divisão em partes iguais do patrimônio acumulado pelo ator, segundo indica a lei da Califórnia, por não existir acordo pré-nupcial.

Com isso, Robyn, que deu entrada no processo de divórcio na última quinta-feira em um juizado de Los Angeles, ficaria com US$ 500 milhões.

Ela pediu ainda uma pensão ao ator e que ele arque com os custos do processo.

Robyn alegou "diferenças irreconciliáveis" como razão para ter tomado a decisão.

Mel e Robyn Gibson se casaram em 1980, antes de o ator ter a fama de atualmente.

Segundo o site "TMZ", o casal se distanciou nos últimos anos, principalmente após Mel Gibson ter sido detido em 2006 por dirigir alcoolizado.

O portal afirmou ainda que o ator teria tido um caso, acusação rejeitada pelo astro, mas que as razões para o divórcio iriam além de uma "aventura" extraconjugal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.