Por Natuza Nery BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, deve bater o martelo nesta terça-feira sobre seu futuro político em uma conversa com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse uma fonte sobre o teor do encontro.

De acordo com agenda de Lula, a reunião está marcada para as 15h. A expectativa é de que Meirelles deixe a instituição, abrindo caminho para que concorra a um mandato nas eleições de outubro.

Na noite de sexta-feira, Meirelles tratou de seu futuro político com Lula, mas a conversa não foi conclusiva, segundo afirmou outra fonte, do alto escalão do governo.

No encontro, ocorrido em São Paulo, o presidente Lula reiterou a preferência por Meirelles continuar à frente do BC até o fim de seu mandato, mas não fez apelo nenhum.

Segundo o interlocutor de Lula, que pediu anonimato, o presidente do BC teria se mostrado ainda indeciso em relação a seus próximos passos.

Na percepção de analistas e de integrantes do próprio governo, Meirelles poderia optar por deixar o BC para manter aberta a possibilidade de concorrer a um mandato nas eleições de outubro.

Questionado no início da noite desta segunda-feira por jornalistas se Meirelles deixaria o BC, Lula disse que "esta é uma pergunta que só ele pode responder".

A agenda de Meirelles, disponibilizada no site do BC, contempla compromissos até quarta-feira, nenhum deles público.

Meirelles pode optar a concorrer pelo Senado Federal, como pressiona o PMDB de Goiás, ou ficar no banco de reserva para composição como vice na chapa de Dilma Rousseff (PT).

(Com reportagem adicional de Fernando Exman)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.