Meio Ambiente cria sistema para monitorar florestas

O Serviço Florestal Brasileiro, órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), criou hoje uma nova ferramenta para obter informações sobre as florestas públicas brasileiras - o Sistema Nacional de Parcelas Permanentes (Sispp). Ele permite acompanhar o crescimento e evolução de florestas a partir de dados coletados na mata e estatísticas.

Agência Estado |

A resolução que regulamenta o uso do sistema foi publicada hoje no "Diário Oficial da União" e a novidade anunciada na abertura do Seminário Nacional de Dinâmica de Florestas, em Curitiba, no Paraná.

Pesquisadores do Serviço Florestal e de universidades parceiras do projeto já levantam informações no Pará e em Santa Catarina. O plano é criar o Portal Nacional de Gestão Florestal, ainda sem data para lançamento, com informações sobre as condições ecológicas, sociais e econômicas das florestas. O Sispp reunirá informações sobre a Amazônia, Mata Atlântica, Pantanal, Cerrado e Caatinga.

De acordo com a última atualização do Cadastro Nacional de Florestas Públicas, feita dia 20, o Brasil tem 210 milhões de hectares de florestas públicas. A maior parte dessa área é federal, pois o Serviço Florestal ainda não recebeu dados sobre as florestas estaduais. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, a expectativa é que, com essas informações, a área de mata chegue a 300 milhões de hectares.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG