Medo de impotência prejudica tratamento contra câncer de próstata

Um em cada dez homens com câncer de próstata se recusa a fazer a cirurgia de retirada do tumor por medo de ficar impotente, segundo levantamento feito pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) e pela Faculdade de Medicina da USP. De fato, o risco existe, varia de acordo com a faixa etária e não diminui com a radioterapia.

Agência Estado |

Mas há meios para reverter esse quadro.

A disfunção erétil atinge até 20% dos homens com menos de 60 anos. O problema é mais grave a partir dos 70, já que 80% podem ficar impotentes. De acordo com o diretor do ambulatório de Urologia do Icesp, Marcos Francisco Dall’Oglio, isso ocorre porque os nervos responsáveis pela ereção, que são mais finos que um fio de cabelo, passam muito próximos à próstata e podem ser afetados durante o tratamento.

“As perdas da função erétil podem ser transitórias, parciais ou definitivas, mas todas têm tratamento”, afirma Dall’Oglio. Segundo ele, as disfunções podem ser curadas com medicamento via oral ou injetável. No caso de impotência, pode ser feito o implante de uma prótese peniana.

A vantagem da cirurgia em relação à radioterapia é a recuperação mais rápida e o menor risco de reincidência. Em média, o paciente recebe alta três dias após a operação e a necessidade de complementar o tratamento atinge até 15% dos homens. Pela radio, é preciso passar por 35 sessões diárias, e a chance de passar por um segundo tratamento dobra. Em alguns casos, a doença não evolui e qualquer um dos dois tratamentos é dispensado. “A pessoa só faz o acompanhamento.”

O câncer de próstata não apresenta sintomas. Por isso, os exames preventivos (toque retal e dosagem do Antígeno Prostático Específico), a partir dos 45 anos, são decisivos para combater essa doença, que mata 3% da população masculina todos os anos. “A mortalidade é baixa porque a descoberta é precoce, o tratamento, eficiente e, na média, a doença é menos agressiva.” As informações são do Jornal da Tarde.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG